O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player



O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 

Artigo

Como o Brasil pode ser mais produtivo?

Daniel Stein (*)

A produtividade do Brasil está estagnada há 30 anos, com trabalhadores que geram um quinto da riqueza de um trabalhador norte-americano

Isto compromete o crescimento do país, consequentemente, mantendo a renda per capita baixa e criando um ciclo vicioso de ineficiência. Estas conclusões são de um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada evidenciam o longo caminho que as empresas brasileiras e multinacionais sediadas no Brasil têm a trilhar.
A gestão dos processos de negócio é um ponto nevrálgico desta questão. Muitas companhias mantêm-se baseadas em processos ineficazes, com pensamento conservador que adia mudanças e possíveis melhorias baseadas em melhores práticas mundiais.

Ou então, quando fazem benchmarkings, o fazem com base em empresas na mesma situação de estagnação e sem inovações na área de processos de negócio. Outra questão importante é o momento de mudar processos. Grandes empresas buscam ajuda para rever suas práticas quando estão passando por dificuldades comoaltos custos, demanda baixa, baixa lucratividade, porém a análise e revisão dos processos deve ser algo constante, não apenas uma medida emergencial adotada em momentos críticos. Portanto, reavaliar processosé uma ferramenta vital para evitar crises de todos os âmbitos.

Para reverter esse cenário, muitas companhias acreditam que apenas o investimento em tecnologia bastaria,muito pelo contrário. Neste caso TI somente irá turbinar a ineficiência, fazendo de modo errado muito mais rápido e mais vezes. Existem no mercado frameworks prontos e testados que ajudam as empresas brasileiras e mundiais a alcançarem status de best in class em processos de negócio.

Esses frameworks trazem a tona a conexão crucial entre as metas corporativas que estão na agenda dos CXOs e os processos do dia a dia de negócios. Este tipo de conhecimento nas conexões entre os processos e sub processos com as metas corporativas é vital para saber onde, como e quanto mexer em cada um dos processos e seus indicadores para que sejam alcançados os objetivos de negócio de forma mais rápida e consistente.

Outro ponto importante que não pode ser esquecido são as melhorias práticas, ou seja, o que já foi testado mundialmente e no Brasil arduamente nas diversas áreas de execução (pessoas, processos e IT/Infra), para não reinventarmos a roda. Várias empresas esquecem isto, e saem desenvolvendo aplicativos, contratando desnecessariamente pessoas e colocando servidores caros e desnecessários, antes de aplicarem os frameworks e metodologias corretas, que trariam resultados de eficácia em processos de negócio-chave para as empresas (B2P, O2C, R2R e H2R) mais rápidos e mais baratos.

A disseminação das práticas citadas cria a cultura da excelência em gestão, que reflete na motivação, produtividade e evolução dos funcionários, na satisfação dos clientes, no aumento de vendas e lucros e prevenção de crises. A adoção dessa cultura nas empresas brasileiras e nas multinacionais sediadas no Brasil é necessária, mas não é muito disseminada ainda, quem começar primeiro pode ter uma vantagem competitiva enorme. trazendo grandes ganhos ao país, aumentando a rentabilidade dos negócios, aquecendo a economia, agitando o mercado de trabalho e atraindo investimentos.
Com os olhos do mundo voltados ao Brasil, 2014 seria um ótimo ano para implementar esta mudança de cultura.

(*) - É vice-presidente Executivo de Desenvolvimento de Negócios e Marketing da Genpact Brasil, líder global na transformação e gestão de processos de negócios (www.genpact.com).


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 



Jornal Empresas & Negócios
Rua Boa Vista, 84 - 9º andar - cj. 909
01014-000 - Centro - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3106-4171 Fax: (11) 3107-2570

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player