O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player



O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 

Comércio


 

Divulgação

A atenção para o segundo semestre é a confiança do consumidor, que continua baixa.

Vendas reais no varejo cresceram em junho

São Paulo - O Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) reportou que as vendas reais do varejo em junho cresceram 4,4% na comparação com igual período do ano anterior. Em nota, o IDV considerou que foi leve a desaceleração no ritmo de crescimento das vendas e ponderou que o mês de junho teve menos dias úteis que o mesmo período do ano passado. Em maio, o crescimento real das vendas havia sido de 5,4%. O presidente da entidade, Flávio Rocha, acrescentou em nota que o principal ponto de atenção para o segundo semestre é a confiança do consumidor, que continua baixa.

Para os próximos meses, as expectativas dos associados do IDV apontam para crescimento de 1,1% nas vendas reais em julho, 5,1% em agosto e 5,7% em setembro, sempre em comparação com os mesmos períodos de 2013. O varejo de bens não duráveis, que responde em sua maior parte pelas vendas de super e hipermercados, foodservice e perfumaria, apresentou aumento de 5,91% nas vendas em junho, na comparação com o mesmo mês do ano anterior. A expectativa de crescimento para julho é de apenas 1,6%, com recuperação em agosto (projeção de 6,1% de alta) e setembro (expectativa de crescimento de 7,1%)
Já o setor de semiduráveis, que inclui vestuário, calçados, livrarias e artigos esportivos, registrou alta de 4,1% em junho, prejudicado pelos feriados.

Em relação aos próximos meses, a expectativa é de crescimento de 3,1% em julho, 7,7% em agosto e 6,8% em setembro. Para o segmento de bens duráveis, os associados divulgaram expansão de 2,2% em junho. Para os meses seguintes, a expectativa é de queda de 1,4% em julho, com recuperação em seguida: crescimento de 1,3% em agosto e 2,6% em setembro.

Os dados do IDV levam em consideração as vendas realizadas e as estimativas dos associados da entidade. São 57 empresas de grande porte como Grupo Pão de Açúcar, Lojas Americanas, Magazine Luiza, Walmart, entre outras (AE).

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 


Jornal Empresas & Negócios
Rua Boa Vista, 84 - 9º andar - cj. 909
01014-000 - Centro - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3106-4171 Fax: (11) 3107-2570

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player