Entenda o que é a microcefalia e porque há um aumento dos casos em Pernambuco

A notícia de que Pernambuco está em estado de emergência em função do aumento de casos de microcefalia no estado trouxe diversas dúvidas a mães e gestantes sobre a origem dessa malformação, que compromete o desenvolvimento adequado do cérebro do bebê

 size 810 16 9 bebe-dormindo-com-chupeta temporario

Os questionamentos também estão mobilizando médicos, a Secretaria de Saúde e hospitais de todo o estado, que buscam uma explicação para o aumento do número de episódios: em média, os casos no estado não passavam de dez por ano, mas nos últimos quatro meses foram confirmados 141.

“Estamos, há duas semanas, numa operação de guerra com todas as frentes abertas, a gente não tem previsão de prazo, estamos correndo contra o tempo, com várias frentes de atuação. A secretaria quer saber o quanto antes a causa para poder atuar na prevenção e no tratamento”, explicou Luciana Albuquerque, secretária executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Pernambuco.

A microcefalia não é uma “doença” nova. Em geral, a malformação congênita está associada a uma série de fatores de diferentes origens. Pode ser o uso de substâncias químicas durante a gravidez, como drogas, contaminação por radiação e infeccção por agentes biológicos, como bactérias, vírus e radiação. Entretanto, ainda não há uma explicação para o aumento repetino dos casos nos municípios pernambucanos.

Infecções provocadas por dengue, chikungunya ou zika podem ser a causa do surto em Pernambunco.“Por enquanto, não queremos criar pânico diante das hipóteses que foram levantadas. Precisamos saber a causa e a preparar a rede para atender a esses bebês com fisioterapia e terapia ocupacional, pois eles podem apresentar limitações motoras e cognitivas”, adiantou a secretária.

Além de criar um protocolo de notificações do atendimento a mães e bebês, a secretaria conduz uma investigação minuciosa para descobrir as causas do “surto”, que inclui os dados dos prontuários das gestantes e visitas às casas das mães para colher o maior número possível de informações. Confira uma lista de perguntas e respostas sobre o caso:

O que é a microcefalia?
A microcefalia não é um agravo novo. É uma condição neurológica em que a cabeça do recém-nascido é menor quando comparada ao padrão daquela mesma idade e sexo. Neste caso, os bebês com essa malformação congênita nascem com um perímetro cefálico menor do que o normal, que habitualmente é superior a 33 cm.

Quais as causas desta condição?
Em geral, a malformação congênita está associada a uma série de fatores de diferentes origens. Pode ser o uso de substâncias químicas durante a gravidez, como drogas, contaminação por radiação e infeccção por agentes biológicos, como bactérias, vírus e radiação.

Neste momento, o Ministério da Saúde reforça às gestantes que não usem medicamentos não prescritos pelos profissionais de saúde, que façam um pré-natal qualificado e todos os exames previstos nesta fase, além de relatarem aos profissionais de saúde qualquer alteração que perceberem durante a gestação. Por que há um aumento do número de casos de microcefalia em Pernambuco?
A Secretaria de Saúde do Estado está analisando possíveis causas para essas ocorrências, entre elas: infecções congênitas (rubéola, sífilis, varicela, toxoplasmose), agressões teratogênicas (drogas como talidomida, aspirina, tetraciclina, calmantes), alcoolismo materno, drogadição (cocaína), infecções provocadas por dengue, chikungunya ou zika, entre outros. Entretanto, ainda não foi identificada a causa.

Quais estados estão registrando crescimento de casos de microcefalia acima da média?
O Ministério da Saúde está acompanhando os casos de microcefalia em Pernambuco, estado que tem apresentado aumento de casos da doença, classificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como situação inusitada em termos de saúde. Há relatos de profissionais de saúde sobre o mesmo ocorrido nos estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte. As suspeitas estão sendo investigadas e todos esses locais contam com a atuação de profissionais do ministério.

Há registro de "surtos" de microcefalia em outros países?
Por enquanto, não há relatos na literatura científica e nem casos registrados em outros países da associação do zika vírus com a microcefalia. No entanto, de acordo com o ministério, nenhuma hipótese está sendo descartada.

O bebê com microcefalia pode morrer ou ter sequelas?
Cerca de 90% das microcefalias estão associadas com retardo mental, exceto nas de origem familiar, que podem ter o desenvolvimento cognitivo normal. O tipo e o nível de gravidade da sequela vão variar caso a caso. Tratamentos feitos desde os primeiros anos melhoram o desenvolvimento e a qualidade de vida.

Como é feito o diagnóstico de microcefalia?
Após o nascimento do recém-nascido, o primeiro exame físico é rotina nos berçários e deve ser feito em até 24 horas do nascimento. Este período é um dos principais momentos para se realizar busca ativa de possíveis anomalias congênitas. A microcefalia também pode ser identificada durante a gravidez, nos exames pré-natais.

img 1 27 3354 temporarioQual é o tratamento para a microcefalia?
Dependendo do tipo de microcefalia, é possível corrigir a anomalia por meio de cirurgia. Geralmente, as crianças precisam de acompanhamento após o primeiro ano de vida. Nos casos de microcefalia óssea, existem tratamentos que propiciam um desenvolvimento normal do cérebro.
Que exames estão sendo feitos nas crianças e nas gestantes dos estados (PE, RN e PB) que já notificaram o Ministério da Saúde?
A partir dos casos identificados em Pernambuco, estão sendo feitas investigações epidemiológicas de campo como a revisão de prontuários e de outros registros de atendimento médico da gestante e do recém-nascido. Também estão sendo feitas entrevistas com as mães por meio de questionário. Os casos seguem para investigação laboratorial e exames de imagem, como a tomografia computadorizada de crânio.

Neste momento, existe recomendação do Ministério da Saúde às gestantes?
Neste momento, o Ministério da Saúde reforça às gestantes que não usem medicamentos não prescritos pelos profissionais de saúde, que façam um pré-natal qualificado e todos os exames previstos nesta fase, além de relatarem aos profissionais de saúde qualquer alteração que perceberem durante a gestação. Além disso, é importante que os profissionais de saúde estejam atentos à avaliação cuidadosa do perímetro cerebral e à idade gestacional, assim como à notificação de casos suspeitos de microcefalia.

Microcefalia em Pernambuco

Até 9 de novembro, foram identificados 141 casos. Esses registros foram provenientes de residentes em 42 municípios de diferentes regiões do estado. A maior parte dos nascimentos (55%) ocorreu no município do Recife. Quanto ao perfil dos casos, 53,9% dos bebês são do sexo feminino e a maioria (98,9%) nasceu de gestação única.

Mais artigos...

  1. Pesquisas na Argentina dão vantagem ao candidato da oposição Mauricio Macri
  2. Modelo de governança é adaptado para clubes de futebol
  3. Estudante precisará de carteira padronizada para pagar meia
  4. Filha de Carolina de Jesus diz que não conseguiu ler livro mais famoso da mãe
  5. Envelhecimento da população precisa ser priorizado nas políticas públicas
  6. Entenda as novas regras para aposentadoria
  7. Elefante no Cerrado exerceria papel que já foi de mastodontes
  8. Fórmula auxilia médicos a lidarem com pé diabético
  9. Trotes telefônicos podem custar R$ 1 bilhão por ano ao país
  10. Tecnologia 29/10/2015
  11. Pesquisadores criam métodos estatísticos para prever fraudes em operações financeiras
  12. As particularidades da linguagem humorística brasileira
  13. Pílula da USP usada em tratamento contra o câncer divide opiniões
  14. Como identificar infarto, AVC e angina
  15. Viagens longas propiciam uso de drogas por caminhoneiros
  16. Jogos Mundiais: com máquinas ainda trabalhando, indígenas se instalam em Palmas
  17. Religiosidade traz alívio para idosos em hemodiálise
  18. Pequeno agricultor minimiza efeito do agrotóxico à saúde
  19. Educação financeira e previdenciária deve e pode começar na infância
  20. Uma em cada quatro pessoas morre no mundo por causas relacionadas à trombose
  21. Aviação também é um negócio bizarro!
  22. Material particulado veicular predomina no nível de poluição
  23. Alunos com tendência antissocial buscam segurança na escola
  24. 15 motivos para amar/odiar a palavra “kamikaze”
  25. Brasil perde R$ 156,2 bilhões do PIB com a morosidade do trânsito em São Paulo
  26. Santos pode se tornar mais suscetível a inundações
  27. 01 de Outubro - Dia Mundial do Idoso: Como os idosos veem a saúde
  28. Tecnologia permite fabricação de gelo por meio da luz solar
  29. Sistema prevê a ocorrência de raios com 24 horas de antecedência
  30. 11 (+1) músicas que falam sobre aviões e aeroportos
  31. Dez dúvidas mais frequentes sobre o diabetes
  32. Prática de atividade física pelos pais pode proteger filhos da obesidade
  33. Práticas corporais são eficientes para a saúde coletiva
  34. Amostras de pescado apresentam conservação inadequada
  35. Postura errada pode levar a graves problemas de saúde
  36. Subfertilidade feminina: o que é e como tratar
  37. Deputados votam texto que altera Estatuto do Desarmamento
  38. Os 50 anos do TUCA – Teatro da Universidade Católica
  39. Estudo traça panorama da transição do Brasil para TV Digital
  40. Realidade de times femininos vai de atletas sem chuteiras a clubes bem equipados
  41. Não há limites para quem sonha em pilotar
  42. Mudanças climáticas causam alterações no comportamento de beija-flores
  43. Os sentidos do “jeitinho brasileiro” em nossa cultura
  44. Mulheres engravidam mais velhas e congelamento de óvulos cresce
  45. Metodologias propõem olhares diferentes para alfabetização
  46. Vacinas de terceira geração terão “vetores de DNA”
  47. Terapias complementares ajudam no combate à infertilidade
  48. Incor comprova eficácia de exercícios fonoaudiológicoas no combate ao ronco
  49. Anil é anti-inflamatório e antioxidante, revela estudo
  50. MPF recebe 614 ossadas de possíveis desaparecidos políticos
  51. Deslocamento com bicicleta caiu em São Paulo de 2007 a 2012
  52. Guia Alimentar propõe novo olhar sobre a alimentação
  53. O colapso dos grandes herbívoros
  54. Marcha das Margaridas: 32 anos depois, líder ainda influencia mulheres do campo
  55. Cientistas procuram por abelha invasora na América do Sul
  56. Julgamento no STF pode levar Brasil a descriminalizar porte de drogas
  57. Mais fogo e menos água
  58. As novas cores da (des)igualdade racial no país
  59. Escolas rompem barreiras e levam crianças para ocupar e aprender na cidade
  60. Férias. É hora de aprender
  61. Biometria adaptativa é novo modo de avaliar identidade
  62. Demência vascular é mais comum que Alzheimer em idosos
  63. Imigrantes: as brechas para o acolhimento
  64. Pesquisa busca resgatar espaço memorial do teatro paulistano
  65. Santos Dumont, o Pai da Aviação, sim, senhor!
  66. Avaliação positiva do governo Dilma caiu para 7,7% em julho, mostra pesquisa
  67. Estatuto da Igualdade Racial completa 5 anos com desafio de equiparar direitos
  68. Estudo analisa a pluralidade do espiritismo kardecista
  69. Aumento de tamanho da próstata é normal e tem tratamento
  70. Brasil pode ser pioneiro em defensivos agrícolas naturais
  71. Crianças iam para a cadeia no Brasil até a década de 1920
  72. Especialistas dizem que intolerância é principal causa de linchamentos no Brasil
  73. Como transformar crise em oportunidade?
  74. Fruto amazônico tem efeito anti-inflamatório contra câncer
  75. Reservatórios de água ajudam sertanejos a conviver com a seca
  76. Divergência marca visões sobre patrimônio histórico
  77. Raul Seixas: o mito faz 70 anos e permanece vivo 25 anos após a morte
  78. Imigrantes atuam como embaixadores do Brasil nos Estados Unidos
  79. País pode ter Justiça mais ágil com a mediação
  80. Cadê o chinelo? Chi-ne-lo! Cadê o chinelo?!
  81. O papa ofuscaria todos os demais na Cúpula da ONU
  82. Senado incorpora visão humanista à legislação para migrantes no país
  83. Conheça o mundo bizarro da visão
  84. Pioneirismo e modernidade em surdina
  85. Treino combinado atenua obesidade
  86. Sistema carcerário não atende a Lei de Acesso à Informação
  87. É a vez de proteger os oceanos
  88. Lei das Estatais pode preencher vazios legais da administração pública
  89. Ano Novo Chinês: conheça as tradições milenares que marcam a data
  90. Acordo com ditadura possibilitou eleição de Havelange à FIFA
  91. Gestão de áreas verdes em São Paulo apresenta falhas
  92. As cinco regras para líderes em experiência do cliente
  93. Integrado, ma non troppo
  94. O poder do boca a boca
  95. Especial 22/04/2015
  96. Especial 19/03/2015
Mais Lidas