Programa Identidade Jovem enfrenta baixa adesão e resistência dos empresários

O Governo Federal quer aumentar o número de adesões ao Programa Identidade Jovem, política pública destinada a cidadãos de 15 a 29 anos, estudantes ou não, pertencentes a famílias com renda mensal de até dois salários mínimos. Lançado em dezembro de 2016, o programa foi o primeiro que se seguiu à vigência do Estatuto da Juventude (Lei 12.852), aprovado no Senado em 2013 e sancionado no mesmo ano.

imagem materia 14 09 2017 temproario

ID Jovem dá direito a meia-entrada em eventos culturais, como o Rock In Rio

Thais Böhm/Ag. Senado/Especial Cidadania

Por isso, desde março, uma caravana da Secretaria Nacional de Juventude tem percorrido todos os estados com o objetivo de levar informações sobre o documento ID Jovem, que dá direito a passagens de ônibus, trens e embarcações interestaduais gratuitas ou com 50% de desconto, meia-entrada em cinemas, teatros, shows e eventos esportivos, e isenção da taxa de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

De acordo com o secretário Nacional de Juventude, Francisco de Assis Costa Filho, 16 milhões de jovens se enquadram no perfil do programa. No entanto, apenas 230 mil haviam feito a inscrição até julho.

— O programa é recente e tem um público grande para ser atendido. Nosso objetivo é disseminar informações sobre a ID Jovem e aumentar o número de beneficiados. É um número que está em crescimento — analisa.

Dificuldades
A assistente social Natália Cristina de Lima, de 22 anos, de Brasília, foi pioneira na utilização da ID Jovem. Recém-formada, ela conta ser usuária assídua dos benefícios, principalmente das passagens gratuitas, que utiliza para prestar concurso em outros estados.

Passageiros na Rodoviária Interestadual de Brasília: empresas são obrigadas a disponibilizar para quem tem ID Jovem duas vagas gratuitas por ônibus e duas vagas com desconto de no mínimo 50% no valor da passagem— Se eu fosse pagar passagens para realizar as provas, não teria como ir. A ID Jovem me dá segurança. Eu posso contar com isso, o que facilita muito meus planos. Com a ID Jovem, não fico limitada a minha condição social — afirma Natália.

O cumprimento desses direitos, no entanto, ainda precisa ser cobrado, lamenta a assistente social, que relata casos de resistência por parte das empresas.

— Um amigo tentou obter uma passagem gratuita e a empresa negou. Denunciamos na Agência Nacional de Transportes Terrestres [ANTT] e a empresa foi notificada. Hoje, nas rodoviárias grandes, a lei já está sendo cumprida. O problema acontece ainda nas rodoviárias do interior — reclama.

Segundo o Estatuto da Juventude, no sistema de transporte coletivo interestadual, as empresas são obrigadas a disponibilizar duas vagas gratuitas por veículo e duas vagas com desconto de no mínimo 50% no valor das passagens. Segundo a ANTT, desde o lançamento do programa até o final do mês passado, foram registradas cerca de 950 reclamações relacionadas a esse direito. Caso o descumprimento da lei seja comprovado pela agência, as empresas podem ser multadas entre R$ 3 mil e R$ 5 mil.

Secretário de Juventude, Costa Filho cobra responsabilidade social de empresasO secretário explica que, em caso de negação dos benefícios, é recomendado que o jovem solicite o motivo da recusa por escrito, com data, hora e local, uma vez que as empresas precisam comprovar que realmente atenderam os espaços reservados pelo estatuto.

Se, mesmo assim, o solicitante desconfiar da conduta da empresa, deve denunciar o ocorrido à ANTT ou à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), dependendo do caso. Em eventos culturais, se houver recusa na emissão de ingresso com 50% de desconto, a reclamação deve ser feita ao Procon.

Quem paga a conta
A Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati) ajuizou no Supremo Tribunal Federal em fevereiro uma ação de inconstitucionalidade contra o artigo 32 do Estatuto da Juventude, exatamente o que assegura a jovens de baixa renda vagas gratuitas ou com desconto nos ônibus interestaduais, alegando a falta de subsídio para compensação dos valores das passagens.

Para a Abrati, “o cumprimento do benefício, desacompanhado de mecanismo de ressarcimento ao prestador privado do serviço, faz com que os custos da gratuidade sejam repartidos pelos demais usuários, impulsionando a revisão tarifária, o que, consequentemente, frustra o acesso aos serviços daqueles não alcançados pela graciosidade”.

Jovens aguardam em fila para comprar ingressos para o Rock in Rio 2011: eventos culturais com 50% de desconto para jovens.A tese apresentada pela associação é contestada pela Advocacia-Geral da União, explica o secretário nacional de Juventude:

— A Abrati alega desequilíbrio de contratos. Isso para nós é uma tese jurídica refutável porque o transporte é de origem pública, ou seja, as empresas receberam uma concessão para executar um serviço público. Não dá para a gente falar apenas em lucratividade em um serviço prestado por meio de concessão. A responsabilidade social do país precisa ser de todos.

A polêmica em torno da responsabilidade sobre o custeio dos direitos que o estatuto prevê é histórica, conforme explica o consultor legislativo do Senado Eurico Antônio Gonzalez. Os brasileiros compreendem a necessidade de reformar costumes a partir de uma legislação mais esclarecida, mais includente, que aumente o poder social e econômico do país, mas se recusam a pagar a conta.

— Direitos têm custos. Nós vivemos em uma época social democrata, na qual há a crença, a meu juízo correta, de que existem dívidas sociais, de que não vivemos em uma sociedade igualitária e de que deveríamos nos envergonhar disso. Ainda assim, não existe um consenso de que os recursos públicos, e mesmo os sacrifícios que se peçam das empresas privadas, devam ser voltados para a realização desses grandes ideais políticos de igualdade e de reconhecimento — observa Gonzalez.

O cadastro no programa é feito por meio do site da Caixa ou pelo aplicativo ID Jovem, disponível para smartphones nos sistemas Android e iOS. Para se inscrever, é preciso ter em mãos o Número de Identificação Social (NIS) e o nome da mãe.

Rene Barbosa, de 19 anos, do Ceará, mesmo informando todos os dados exigidos, não conseguiu realizar o cadastro no aplicativo. O NIS não foi reconhecido.

— Faz dois meses que eu tento me inscrever e, quando eu vou concluir, a página mostra “cadastro não identificado”, como se meu NIS estivesse errado — conta o jovem.

O problema de Barbosa, muito provavelmente, está relacionado à atualização do NIS, explica o secretário Nacional de Juventude.

— O NIS é o CPF social. Por isso, precisa ser atualizado a cada 24 meses. O governo quer saber quem realmente se encontra em situação de vulnerabilidade social. Tem gente que há dois anos se encontrava nessa situação e hoje não está mais. Nesses casos, é recomendado que o jovem procure o Centro de Referência de Assistência Social mais próximo — explica Costa Filho.

A meia-entrada em espetáculos artístico-culturais e esportivos é um direito exclusivo de estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes, conforme prevê a Lei 12.933/2013. Por isso, todo evento precisa destinar a esse público 40% do total de ingressos.

Para driblar essa exigência, os produtores culturais têm duplicado o preço do ingresso e oferecido a meia-entrada para todos como “promoção”. Para se contrapor a essa estratégia, o presidente Michel Temer deve assinar até o fim do ano um novo decreto com regras adicionais, segundo Costa Filho:

— Se houver promoção de meia-entrada para todos, o estudante ou o jovem com a ID Jovem pagará metade daquela promoção que o empresário está ofertando. A meia-entrada é uma política pública que está na legislação e foi regulamentada. Não existe política pública para todo mundo.

Mais artigos...

  1. Crescimento de ataques virtuais acende alerta sobre suicídio
  2. Na Georgia, brasileiros criam rede de apoio e acolhem mais de 300 pessoas
  3. O Império do Brasil
  4. Cabelos fracos, quebradiços e com queda? A solução pode estar no cardápio
  5. Microplásticos ameaçam 529 espécies da fauna marinha em todo o mundo
  6. Enade: matrículas em instituições públicas crescem e rede privada tem redução
  7. Pesquisadores descrevem 381 novas espécies de animais e plantas da Amazônia
  8. Direito à saúde bucal pode virar lei
  9. Casa da Moeda: Economistas não acreditam que privatização traga risco de fraude
  10. Taxa de feminicídios no Brasil é a quinta maior do mundo
  11. Travessia longa até um trânsito civilizado no país
  12. Intestino preguiçoso: saiba quais alimentos consumir para evitar esse mal e ter uma vida saudável
  13. Cerca de 58% dos alunos da rede pública têm rendimento abaixo da média em matemática
  14. Pelo terceiro ano seguido, desemprego é a principal causa da inadimplência, mostra levantamento do SPC Brasil e CNDL
  15. De concurso de miss a maternidade, cadeirantes contam como resgataram autoestima
  16. Verba de multas poderá ir para o trânsito
  17. Como seria uma guerra entre EUA e Coreia do Norte?
  18. Fundo Amazônia vai investir R$ 150 milhões em novos projetos de conservação
  19. Duração de licença-paternidade reforça desigualdade na criação dos filhos
  20. Há 80 anos, União Nacional dos Estudantes faz história no país
  21. Barriga tanquinho: regra 80/20 é o segredo para conquistar e manter o abdômen definido
  22. Estudo mostra que o uso de etanol nos veículos reduz a poluição por nanopartículas
  23. Aleitamento materno ainda enfrenta obstáculos
  24. Segurança pública: solução depende de participação social
  25. “Memórias Póstumas de Brás Cubas” observa a condição humana
  26. Do sertão à ‘selva’ paulistana, o rito de passagem dos pankararu
  27. Dieta pós 40: veja o que deve mudar no cardápio para garantir vigor durante a meia idade
  28. Uerj pesquisa influência da atividade física das mães na obesidade dos filhos
  29. A desigualdade “racial” nas eleições
  30. Pediatras lançam guia para promover atividade física a criança e adolescente
  31. Sem aumento do PIS/Cofins, governo perde R$ 78 milhões por dia, diz AGU
  32. Pesquisa diz que a cada 16,8 segundos uma tentativa de fraude é aplicada no país
  33. O ano de 2016 bateu um novo recorde de deslocamentos forçados - Quais países mais geram refugiados pelo mundo?
  34. Pesquisa revela como o exercício físico protege o coração
  35. Laerte: heroína trans ou homem vestido de mulher?
  36. Declínio de Temer no exterior ajuda Macri a projetar Argentina
  37. O mundo, para as crianças, é a sua comunidade
  38. Misto de sentimentos marca saída dos militares brasileiros do Haiti
  39. Desemprego e informalidade assolam mulheres da América Latina
  40. Automedicação pode ter graves consequências
  41. Lei de Cotas em concurso é julgada constitucional, mas ainda motiva ações
  42. Migração: nova lei assegura direitos e combate a discriminação
  43. Grande São Paulo precisa controlar a emissão dos veículos a diesel
  44. O perfil dos corredores de rua amadores
  45. Há 100 anos, greve geral parou São Paulo
  46. Desvendando o cártamo: o que esse óleo pode fazer por sua dieta?
  47. Expectativa de vida de transexuais é de 35 anos, metade da média nacional
  48. Dalva de Oliveira
  49. Sem espaço adequado, Câmara guarda 1,2 mil obras de arte longe do público
  50. Doenças do inverno: Como fortalecer a alimentação e afastar os males típicos dessa época
  51. São Paulo precisa redescobrir a relação com seus rios
  52. Intervenções na Amazônia maquiam problemas, aponta pesquisador
  53. Plano Nacional de Educação completa três anos com apenas 20% das metas cumpridas
  54. Ao completar 9 anos, Lei Seca não impede que motoristas dirijam alcoolizados
  55. COOs e CTOs: corram para as montanhas!
  56. Crianças com microcefalia têm atendimento especializado
  57. Cruz Vermelha alerta para retorno da guerra urbana no Oriente Médio
  58. O que você come à noite pode atrapalhar o emagrecimento?
  59. Brasil registra aumento de trabalho infantil entre crianças de 5 a 9 anos
  60. Senado do Império estudou transposição do Rio São Francisco
  61. Projeto reacende debate sobre alimentos transgênicos
  62. Lei cria documento único de identificação nacional
  63. Pesquisa e desenvolvimento são principais ferramentas para eficiência energética
  64. Cidades costeiras são mais vulneráveis a mudanças do clima
  65. As empresas precisam “sair do armário”
  66. Eleitores jovens se afastam da democracia tradicional
  67. Brasil poderá ter evento nacional destinado à prevenção do suicídio
  68. Brasil reduz mortalidade materna, mas continua longe do ideal, diz especialista
  69. Consumo excessivo de álcool na balada expõe homens e mulheres a riscos diferentes
  70. Conheça as regras para adotar uma criança no Brasil
  71. Ciclovias em expansão influenciam mercado imobiliário de São Paulo
  72. Em dias de intolerância, pesquisadores destacam valor das mensagens de Gentileza
  73. O fim do carro próprio?
  74. Congresso avalia projetos para atender configurações familiares modernas
  75. BGE: 123 milhões de jovens com 15 anos ou mais não praticam esporte no Brasil
  76. Metabolismo lento: como identificar e reverter o problema que pode prejudicar a perda de peso
  77. Temer nega ampliação da faixa de isenção do Imposto de Renda
  78. Sinal verde para o emagrecimento: combine chá e café para turbinar a queima de gordura
  79. Tese revela luta das brasileiras por direitos civis e trabalhistas
  80. Estudo investiga como vida conjugal influencia carreira feminina
  81. Maio Amarelo quer reduzir acidentes e vítimas de trânsito
  82. Reposição de vitaminas na terceira idade: o que é fundamental para manter o vigor e garantir mais saúde?
  83. Dorival Caymmi, a pedra que ronca no meio do mar
  84. Em São Paulo, 97,8% dos idosos não conseguem atravessar a rua no tempo dos semáforos
  85. Direito do preso de trabalhar é realidade só para minoria
  86. 10 alimentos para aliviar os sintomas do estresse e da ansiedade
  87. Veja o que muda com a reforma trabalhista aprovada na Câmara
  88. Mulheres podem ter direito a escolher o alistamento militar
  89. Cardápio energizante: Como vencer o cansaço e a fraqueza causados pela má alimentação
  90. Um em cada dez estudantes no Brasil é vítima frequente de bullying
  91. Livros infantis ganham espaço no mercado brasileiro
  92. Pesquisas resgatam história genética de remanescentes de quilombos
  93. Gorduras do bem: Conheça os diferentes tipos de Ômega e saiba porque eles são itens obrigatórios no cardápio
  94. Direto da Amazônia, livro revela como a castanha-do-pará ganhou o mundo
  95. Modo de vida camponês ainda resiste entre pequenos agricultores
  96. São Paulo de Todos os Tempos e o sentido de respeito à cidade
  97. Reforma trabalhista recebe 844 emendas; relatório deve ser apresentado na quarta-feira
  98. Proposta proíbe concurso público exclusivo para cadastro de reserva
  99. Há 40 anos, ditadura impunha Pacote de Abril e adiava abertura política
  100. Como a dívida pública afeta cada brasileiro