Medida Provisória que altera reforma trabalhista ainda não começou a tramitar

A poucos dias de perder a validade – no dia 22 de fevereiro –, a medida provisória que altera pontos da reforma trabalhista (MP 808/2017) nem sequer teve os membros da comissão especial mista designados, para a primeira etapa de tramitação da matéria

Marcos Oliveira/Ag.Senado

Presidente do Senado, Eunício Oliveira, quer garantir que as modificações acertadas com Temer sejam mantidas.

Karine Melo/Agência Brasil

O presidente deverá ser o senador Bendito de Lira (PP-AL). Já o relator será um deputado. Inicialmente, a ideia era que Rogério Marinho (PSDB-RN), que foi o relator da reforma na Câmara, também fosse o da MP, mas as conversas não avançaram.

“Infelizmente, qualquer pergunta em relação a esse tema tem que ser dirigida ao presidente do Congresso Nacional [Eunício Oliveira]. As medidas provisórias são congressuais [Câmara e Senado, com comissões mistas] e desde que a medida veio para o Congresso, dia 14 de novembro, até agora o presidente ainda não acenou de que forma essa comissão iria funcionar. Vários partidos já designaram membros, mesmo assim o presidente ainda não definiu o funcionamento da comissão. Eu fui indicado pelo líder do governo como relator, mas a rotina, a liturgia é de primeiro eleger o presidente, que será alguém do Senado”, explicou Marinho.

O deputado lembrou que o presidente geralmente acata a designação feita pela liderança do governo que é fruto de um consenso e de um rodízio entre os partidos. “Não tenho mais expectativa sobre isso não, já era pra estar funcionando, não vou agora fazer prognóstico, vamos aguardar o que o presidente do Congresso vai decidir”, disse o deputado.

Acordo
A edição da MP foi um compromisso do presidente Michel Temer com os senadores, que estavam insatisfeitos com alguns pontos da reforma aprovada na Câmara. O acordo garantiu que o texto fosse aprovado pelo Senado sem alterações, para que a matéria não tivesse de ser analisada mais uma vez pelos deputados, pois o governo tinha pressa.

O atraso na instalação da comissão acontece porque o presidente do Senado e do Congresso, Eunício Oliveira (MDB-CE), busca garantir que as modificações acertadas com Temer sejam mantidas na MP. Já Marinho indicou anteriormente que não tem esse compromisso, o que causa desconforto. Até o fechamento desta reportagem o presidente do Senado não foi encontrado para comentar o assunto.
A MP alterou 17 artigos da reforma trabalhista, considerados mais polêmicos. Entre os parlamentares, a falta de consenso se reflete não só no impasse para destravar a tramitação da matéria, mas também nas 967 emendas ao texto apresentadas à Comissão – o número é recorde.

A MP alterou 17 artigos da reforma trabalhista, considerados mais polêmicos.Saiba quais são os principais pontos da MP:

Trabalho intermitente (executado em períodos alternados de horas, dias ou meses) – A modalidade de contrato garante parcelamento das férias em três vezes, auxílio-doença, salário-maternidade e verbas rescisórias (com algumas restrições), mas proíbe o acesso ao seguro-desemprego ao fim do contrato. A convocação do trabalhador passa de um dia útil para 24 horas. Trabalhador e empregado poderão pactuar o local de prestação do serviço, os turnos de trabalho, as formas de convocação e resposta e o formato de reparação recíproca, em caso de cancelamento do serviço previamente acertado entre as partes.

O período de inatividade não será considerado como tempo à disposição do empregador e, portanto, não será remunerado. O trabalhador poderá, durante a inatividade, prestar serviço para outro empregador. Em caso de demissão, ele só poderá voltar a trabalhar para o ex-patrão, por contrato de trabalho intermitente, após 18 meses. Essa restrição vale até 2020.

Grávidas e lactantes – As gestantes serão afastadas de atividade insalubre e exercerão o trabalho em local salubre. Neste caso, deixarão de receber o adicional de insalubridade. Para as lactantes, o afastamento terá de ser precedido de apresentação de atestado médico. O trabalho em locais insalubres de grau médio ou mínimo somente será permitido quando a grávida, voluntariamente, apresentar atestado médico autorizando a atividade.

Jornada 12×36 – Acordo individual escrito para a jornada de trabalho de 12 horas, seguidas de 36 horas de descanso, só poderá ser feito no setor de saúde (como hospitais). Nos demais setores econômicos, essa jornada deverá ser estabelecida por convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho.

Contribuição previdenciária – O trabalhador que em um mês receber menos do que o salário mínimo poderá complementar a diferença para fins de contribuição previdenciária. Se não fizer isso, o mês não será considerado pelo INSS para manutenção de qualidade de segurado. A regra atinge todos os empregados, independentemente do tipo de contrato de trabalho.

Negociação coletiva – Acordo ou convenção coletiva sobre enquadramento de trabalho em grau de insalubridade e prorrogação de jornada em locais insalubres poderão prevalecer sobre a legislação, desde que respeitadas as normas de saúde, higiene e segurança do trabalho. Os sindicatos não serão mais obrigados a participar de ação de anulação de cláusula de acordo ou convenção impetrada por trabalhador (ação individual). A participação obrigatória (o chamado “litisconsórcio necessário”) havia sido determinada pela reforma trabalhista.

Medida 1 temproarioTrabalhador autônomo – A MP acaba com a possibilidade de o trabalhador autônomo prestar serviço a um só tomador (fim da cláusula de exclusividade). O autônomo poderá ter mais de um trabalho, no mesmo setor ou em outro diferente. Tem o direito de recusar atividade exigida pelo tomador.

Representação em local de trabalho - A comissão de representantes dos empregados, permitida em empresas com mais de 200 empregados, não substituirá a função do sindicato, devendo este ter participação obrigatória nas negociações coletivas.

Prêmios – Aqueles concedidos ao trabalhador (ligados a fatores como produtividade, assiduidade ou outro mérito) poderão ser pagos em duas parcelas.

Gorjetas – Não constituem receita própria dos empregadores, destinando-se aos trabalhadores. O rateio seguirá critérios estabelecidos em normas coletivas de trabalho.

Mais artigos...

  1. De Picasso a Chagall – Conheça o Carnaval retratado na arte
  2. Portela lembra na avenida os imigrantes judeus que se instalaram no Recife
  3. Beija-Flor fecha grupo especial com desfile sobre monstros e seus criadores
  4. União da Ilha desfila os sabores da culinária brasileira
  5. Na Marquês de Sapucaí, Imperatriz conta enredo dos 200 anos do Museu Nacional
  6. Haitianos são maioria entre os imigrantes no mercado formal brasileiro
  7. 60% das lesões no futebol atingem as coxas e joelhos
  8. Mídia representa pessoas em situação de rua de forma negativa
  9. Rap e jazz facilitam formação cultural e engajamento na escola
  10. Nova lei dá esperança a quem aguarda adoção
  11. Conheça 10 receitas 'italianas' que só existem no Brasil
  12. Brasileiros beneficiados pelo Daca vivem incerteza nos Estados Unidos
  13. Aumento de bilionários em 2017 poderia acabar com a extrema pobreza por 7 vezes
  14. Confira dez perguntas e curiosidades sobre a febre amarela
  15. Cai percepção de piora da economia entre comerciantes
  16. O escritor portenho Jorge Luis Borges continua dando o que falar
  17. Hepatite A: saiba como se pega o vírus, quais são os sintomas e tratamentos
  18. Queda da inflação beneficiou mais a classe de renda baixa, diz Ipea
  19. Psicanálise também tem lugar para pessoas em vulnerabilidade social
  20. Pesquisa identifica populações mais vulneráveis a transtornos mentais graves
  21. Promoções impulsionam comércio e vendas no varejo cresceram 0,7% em novembro
  22. Etanol brasileiro pode substituir 13,7% do petróleo consumido no mundo
  23. Eleições e Copa do Mundo devem afetar pauta de votações no Congresso
  24. Livro em tupi moderno busca fortalecer o idioma na Amazônia
  25. Retrospectiva/2017: Fim da recessão, queda de juros e da inflação marcaram a economia
  26. Retrospectiva/2017: O ano dos ataques cibernéticos
  27. Retrospectiva/2017: O ano em que o Brasil mostrou que se importa com a Amazônia
  28. Lado brasileiro de Itaipu também poderá ser reserva de biosfera da Unesco
  29. Simplificar para melhorar (e muito): a urgente Reforma Tributária
  30. Fake news e controle na internet são desafios para as eleições de 2018
  31. Condições de vida são mais baixas em áreas longe dos centros
  32. Bichos de pelúcia substituem animais de laboratório em aulas na USP
  33. IBGE: 50 milhões de brasileiros vivem na linha de pobreza
  34. Em 2015 sete municípios respondiam por 25% do PIB do país, mostra IBGE
  35. País ainda precisa avançar no combate ao racismo
  36. Com política eficiente, país pode reverter prazo para cumprir objetivos estipulados pela ONU
  37. 70 anos da maior descoberta arqueológica bíblica: Manuscritos do Mar Morto
  38. Bitcoin passa de US$ 13 mil e vira 'desejo de consumo'
  39. Pesquisa do IBGE mostra trabalho "invisível" feito em 2016 no país
  40. Divórcio demorou a chegar no Brasil
  41. Prédios públicos ficam vermelhos contra a aids
  42. Estudo resgata a história do Movimento do Custo de Vida
  43. Anabolizantes comprometem funcionalidade do “colesterol bom”
  44. Presença de árvores reduz casos de câncer de pulmão em idosos
  45. Proximidade do verão aciona alerta para desastres naturais
  46. Nova lei regula situação de estrangeiros no país
  47. SP e Prefeitura de Humaitá atendem ribeirinhos no Amazonas
  48. O desaparecimento de pessoas é um problema grave, que atinge milhares de famílias no Brasil
  49. Alimentos e cosméticos podem ter alerta sobre substância cancerígena_02
  50. OIT diz que há mais de 70 milhões de jovens desempregados no mundo
  51. Lixo no mar brasileiro vai de drogas a plástico
  52. Livro 'Vestígios da Memória' mostra a riqueza da arquitetura paulista
  53. Atenção dos pais pode reduzir risco de abuso de drogas na adolescência
  54. Reforma trabalhista entrou em vigor neste sábado com novas formas de contratação
  55. Alimentos e cosméticos podem ter alerta sobre substância cancerígena
  56. Dois anos depois, atingidos por barragem em Mariana ainda não foram indenizados
  57. População não entende rótulos, diz pesquisa
  58. Ética no esporte: uma poderosa ferramenta de formação de caráter
  59. Desafios para o cumprimento do Acordo de Paris
  60. Historiador desconstrói mitos sobre Teatro Municipal de São Paulo
  61. Dia mundial de combate ao abuso infantil
  62. Bullying na escola está ligado à má relação familiar, diz estudo
  63. Naufrágios chamam a atenção para a segurança nas hidrovias brasileiras
  64. Com frete rodoviário abaixo do custo, CNI defende fiscalização para evitar crise
  65. Livro analisa educação clandestina no gueto de Varsóvia
  66. Igualdade entre homem e mulher pode agregar US$ 28 trilhões ao PIB até 2025
  67. Os acordes dissonantes da contracultura nos anos de chumbo
  68. Reforma eleitoral abre espaço para propaganda paga em sites
  69. Rotina de jovens com HIV inclui estigma e mudança de hábitos
  70. Gravidez precoce ainda é alta, mostram dados
  71. Rede de apoio é fundamental para combater violência contra a mulher
  72. FAO sugere que jovens de países em desenvolvimento não deixem áreas rurais
  73. Conheça a trajetória do Velho Guerreiro
  74. O que as crianças estão aprendendo sobre o amor?
  75. Outubro Rosa conscientiza sobre prevenção do câncer de mama
  76. Indústria fecha primeiros oito meses do ano com crescimento de 1,5%, diz IBGE
  77. Perda de renda e medo do desemprego fazem brasileiros diminuírem consumo
  78. Desconfiança e preconceito da sociedade dificultam ressocialização de presos
  79. Açaí teve maior valor de produção na extração vegetal em 2016, diz pesquisa
  80. Fécula de mandioca poderá substituir parte da farinha de trigo na composição do pão
  81. Pesquisa aponta saídas para combater desigualdade no Brasil
  82. No Brasil, 45% da população ainda não têm acesso a serviço adequado de esgoto
  83. Integrar história da ciência nas escolas pode revolucionar ensino
  84. Cerca de 11 mil pessoas tiram a própria vida todos os anos no Brasil
  85. Estudo feito na Unicamp permite traçar o roteiro da obesidade
  86. Crise pode limitar financiamento estudantil
  87. Gorduras boas: saiba a importância desses nutrientes e porque eles devem fazer parte do nosso dia a dia
  88. Mercado de trabalho dá sinais de recuperação no segundo trimestre
  89. Cientistas dizem que furacões como o Irma são evidência de aquecimento global
  90. Programa Identidade Jovem enfrenta baixa adesão e resistência dos empresários
  91. Crescimento de ataques virtuais acende alerta sobre suicídio
  92. Na Georgia, brasileiros criam rede de apoio e acolhem mais de 300 pessoas
  93. O Império do Brasil
  94. Cabelos fracos, quebradiços e com queda? A solução pode estar no cardápio
  95. Microplásticos ameaçam 529 espécies da fauna marinha em todo o mundo
  96. Enade: matrículas em instituições públicas crescem e rede privada tem redução
  97. Pesquisadores descrevem 381 novas espécies de animais e plantas da Amazônia
  98. Direito à saúde bucal pode virar lei
  99. Casa da Moeda: Economistas não acreditam que privatização traga risco de fraude
  100. Taxa de feminicídios no Brasil é a quinta maior do mundo
Mais Lidas