ONU destaca progresso nas ações contra a hepatite em todo o mundo

O Dia Mundial da Hepatite foi celebrado na sexta-feira, 28 de julho.

Relatório lançado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para marcar o Dia Mundial da Hepatite, comemorado na sexta-feira (28), aponta que estão ganhando força em todo o planeta as ações adotadas pelos governos para erradicar a doença

A agência da ONU afirmou que 28 países registram aproximadamente 70% dos casos de hepatite no mundo e o Brasil está entre essas nações.
O tema escolhido para celebrar a data foi justamente o esforço de mobilização para acabar com a doença, de acordo com os objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável. Segundo dados da OMS, 325 milhões de pessoas sofriam de hepatite em todo o mundo, em 2015. O número de mortes globais causadas pela doença chegou a 1,3 milhão no mesmo ano. A OMS afirma contudo que, no caso da hepatite C, 95% das pessoas infectadas podem ser curadas totalmente, através de tratamentos, num prazo de dois a três meses.
A diretora da ONG ‘C tem que saber C tem que curar’’”, Tina Martucci, de São Paulo, disse que “por se tratar de uma doença silenciosa, a hepatite C mata 12 pessoas ao dia no Brasil. E estou falando só de hepatite C. Entre a hepatite C e a hepatite B, são mais ou menos 1,7 milhão pessoas infectadas no Brasil por ano”.
Ela falou que a situação é complicada no Brasil porque não existem campanhas efetivas dos governos, que não agem para buscar os pacientes. “É aí que a nossa organização entra, porque a gente faz campanhas efetivas com detecção precoce da doença porque a hepatite C é uma doença silenciosa. Quando ela apresenta um sintoma, já está praticamente em estágio de óbito com o paciente”.
O Ministério da Saúde acabou de anunciar o novo tratamento para pessoas diagnosticadas com hepatite C. Independentemente do estágio de comprometimento no fígado dos pacientes, eles terão acesso gradativo a medicamentos que apresentam um percentual de 90% de cura da doença. Atualmente, o país tem 135 mil pessoas diagnosticadas com a enfermidade (ONU News).

Coreia do Norte lançou novo míssil no Mar do Japão

O novo teste norte-coreano também foi detectado pela Coreia do Sul.

A Coreia do Norte lançou na sexta-feira (28) um novo míssil em direção ao Mar do Japão, informou o governo japonês, que acrescentou que, aparentemente, foi um projétil balístico. O míssil, cujo tipo ainda não foi identificado, caiu em águas da Zona Econômica Exclusiva (ZEE) do Japão, conforme anunciou o Ministério de Defesa japonês.
Este lançamento foi o primeiro feito pelo regime comunista norte-coreano desde o teste com um foguete intercontinental em 4 de julho passado. O novo teste armamentista norte-coreano também foi detectado pela Coreia do Sul, o que levou o governo do país a convocar uma reunião de emergência, segundo a agência sul-coreana Yonhap.
O projétil foi lançado por volta de 23h40 (horário do Japão, 10h40 em Brasília) e voou durante 45 minutos antes de cair em águas da ZEE de Japão, a oeste da ilha de Hokkaido, sem que se tenha detectado danos relacionados ao seu impacto, disse o porta-voz do Executivo japonês, Yoshihide Suga, em coletiva de imprensa. O governo do Japão “continua recolhendo e analisando os dados disponíveis”, e considera que o teste representa “uma clara e inaceitável violação das resoluções das Nações Unidas”, afirmou Suga.
O governo de Tóquio, da mesma forma que Seul, convocou uma reunião de emergência do seu Conselho de Segurança Nacional para avaliar a situação.
O teste aconteceu depois que Pyongyang celebrou ontem o fim da Guerra da Coreia (1950-1953), uma efeméride conhecida como o “Dia da Vitória” no país e durante a qual se especulou a possibilidade que o regime de Kim Jong-un executasse um novo teste armamentista (Agência EFE).

Bandeira na conta de energia em agosto será vermelha

A bandeira tarifária a ser aplicada nas contas de energia elétrica em agosto será vermelha, patamar 1, com acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Segundo a Aneel, o fator que determinou o acionamento da bandeira vermelha foi o aumento do custo de geração de energia elétrica.
Em nota, a Aneel justificou que, segundo o relatório do Programa Mensal de Operação do Operador Nacional do Sistema (ONS), o valor da usina térmica mais cara em operação, a Usina Termelétrica Bahia 1, é de R$ 513,51 megawatts-hora (MWh). “Como o sinal para o consumo é vermelho, os consumidores devem intensificar o uso eficiente de energia elétrica e combater os desperdícios”, informou a agência.
O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração. Quando chove menos, por exemplo, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país.
A bandeira vermelha, patamar 1, é acionada nos meses em que o valor do Custo Variável Unitário (CVU) da última usina a ser despachada for igual ou superior a R$ 422,56/MWh e inferior a R$ 610/MWh. Segundo a Aneel, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de apresentar um valor que já está na conta de energia, mas que geralmente passa despercebido (ABr).

Acesso de celulares à internet ultrapassa 200 milhões

Helena Antabi, de 78 anos, tem iPhone e iPad em casa, e acessa a internet por múltiplos motivos.

O número de acessos móveis à internet no país ultrapassou a marca de 200 milhões, de acordo com balanço da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). A associação disse que, no mês de junho, o número de acessos nas tecnologias 3G e 4G chegou a 202 milhões. Segundo a Telebrasil, associação que representa as operadoras do setor, ao todo 5.030 municípios já contam com infraestrutura móvel de internet, cobrindo localidades onde moram 98,4% da população brasileira.
Os acessos em 4G apresentaram o maior crescimento, subindo 103% nos últimos 12 meses. A Telebrasil informou que o sinal 4G já chega a 2.654 municípios, atingindo 80,6 milhões de acessos em junho. No que diz respeito a cobertura 3G, houve a ativação das redes em 226 novos municípios nos últimos 12 meses, alcançando um total de 5.030 municípios. ˜Esse número de cidades ultrapassa em muito a meta que deveria ser cumprida somente em dezembro de 2017, que é de 4.417 municípios”, disse a associação.
Segundo a Telebrasil, os dados de junho de 2017 “mostram um total de 229,6 milhões de acessos no país”, se consideradas as redes de internet fixa e móvel. “Destes, 27,5 milhões são de acessos fixos de internet, segmento que cresceu 5% desde junho do ano passado, com 1,3 milhão de novos acessos” (ABr).

Sardenha multará quem ‘roubar’ areia ou conchas de praias

A medida foi tomada para evitar danos no patrimônio ambiental das praias.

A região da Sardenha, na Itália, anunciou que vai multar quem “roubar” areia, conchas ou pequenas pedras de suas praias, com sanções que variam entre 500 e 3 mil euros. Conhecidas por serem paradisíacas e um dos destinos favoritos dos turistas que vão à Itália, as praias da Sardenha recebem milhares de turistas ao longo do ano. E é uma prática comum dos visitantes levar de “lembrança” os itens proibidos pela nova lei aprovada pelo Conselho Regional.
“O fenômeno de furtos nas praias segue sem ser incomodado visto que na temporada turística em curso não resulta que o Corpo Florestal regional esteja empenhado em combater isso”, disse o conselheiro regional Cesare Morriconi. A lei não vale somente para turistas. Quem for visto comercializando alguma quantidade de areia, conchas, pedras da costa ou do mar sem uma autorização ou licença emitida pelas autoridades, também está sujeito a pagar a multa. A medida foi tomada para evitar grandes danos no patrimônio ambiental das praias, que agora vão contar com uma rígida inspeção das autoridades locais (ANSA).

Retirada de passaportes deve aumentar na semana

A Polícia Federal de São Paulo disse que até esta segunda-feira (31) o órgão deverá receber mais lotes de novos passaportes. O documento voltou a ser emitido pela Casa da Moeda, após quase um mês de paralisação do serviço. Com orçamento insuficiente para atividades de controle migratório e de confecção das carteiras de viagem, a emissão foi suspensa no dia 27 de junho.
Não há informação sobre o volume pendente em São Paulo nem previsão para que o serviço seja colocado em dia. Mas os primeiros lotes de documentos começaram a chegar na última quarta-feira (26) e a prioridade é atender os pedidos de urgência. Segundo a assessoria da PF, a emissão deve obedecer a ordem cronológica de solicitação.
Para obter o documento de viagem, o requerente deve agendar o pedido pela internet, preenchendo formulário com dados pessoais e pagando uma guia de recolhimento de taxa na rede bancária (ABr).