Neymar deve mudar cenário do futebol com ‘venda do século’

Nunca antes um clube pagou uma quantia tão exorbitante para ter um jogador.

Assim que for concretizada a transferência de Neymar do Barcelona para o Paris Saint-Germain (PSG) por 222 milhões de euros (cerca de R$ 820 milhões) estará estabelecido um novo
recorde mundial no futebol

Nunca antes um clube pagou uma quantia tão exorbitante para ter um jogador. Além disso, o pagamento vindo de um xeque Catar ainda impulsionará aquele país para ter um embaixador de peso para a Copa do Mundo de 2022. Aos 30 anos, Neymar ainda estará no auge da forma e ajudará a divulgar o evento.
A “venda do século” é uma representação clara da potência financeira que mostra como são os padrões de negociações árabes que ditam as regras. O clube que mais havia gastado nesta janela de transferências, antes do PSG, era o Manchester City do xeque Mansour bin Zayed al-Nahyan, em investimentos que beiram os 200 milhões de euros. O clube pagou 60 milhões de euros por Walker, 50 milhões por Mendy, 40 milhões por Ederson, 30 milhões por Danilo e 50 milhões por Bernardo Silva.
Mas, a negociação de Neymar redimensiona até as compras mirabolantes de 85 milhões e 80 milhões de euros pelos atacantes Lukaku e Morata, respectivamente, feitas pelo Manchester United e pelo Chelsea, que detinham os “recordes” da temporada. Só no ano passado houve uma negociação que causou mais perplexidade, quando o United comprou o francês Paul Pogba da Juventus por cerca de 110 milhões de euros. Antes dele, só as transferências de Cristiano Ronaldo e Gareth Bale para o Real Madrid tinham chegado próximo a isso.
Agora, com a transferência de Neymar, mudam-se as perspectivas e essa aceleração acabará provocando um efeito dominó capaz de jogar no mercado uma grande mudança na avaliação dos jogadores e que atingirá as negociações daqui para frente. Os clubes considerados “médios” serão “jogados para fora” das negociações mais importantes e a fase final dessa janela de transferências ampliará o abismo entre as equipes milionárias e todos os outros.
É previsível, então, uma reação em cadeia: o Barcelona reinvestirá o dinheiro obtido com Neymar e só terá a difícil decisão sobre quem escolher para seu lugar. Depois de ter o não do próprio PSG por Verratti, o clube catalão deve voltar a correr atrás do italiano e seguirá tentando atrair Philippe Coutinho do Liverpool. Só que agora é possível que os 80 milhões a 90 milhões de euros previstos nas negociações aumentem ainda mais. E os cenários não vão se limitar a isso: os catalães devem tentar novamente a contratação de Dybala da Juventus a incríveis 120 milhões de euros.
Perante a esses cenários redimensionados é difícil também achar que o Real Madrid ficará imóvel. O jovem Mbappé, do Monaco, está na mira do time de Zinedine Zidane e é possível até que Bale deixe o clube para o United. Por isso, estima-se que o clube merengue possa apresentar uma oferta de até 180 milhões de euros. No ano das grandes negociações, essa seria a chave de ouro final (ANSA).

EI ordena mobilização dos homens jovens de província síria

Os extremistas ameaçam castigar todo aquele que não cumprir suas ordens.

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) ordenou nesta quinta-feira (3) a mobilização de todos os homens, entre 20 e 30 anos, da província de Deir ez-Zor, no nordeste da Síria, controlada quase totalmente pelos radicais. O grupo Deir ez-Zor 24, que tem ativistas no local, informou que o EI distribuiu folhetos nas áreas sob o seu domínio na província exigindo que todos os homens muçulmanos compareçam aos seus centros de segurança no prazo de uma semana para submeter-se a um curso religioso e militar.
Nesses folhetos, o EI explica que o objetivo é lutar contra “a invasão do regime nusayri”, como os jihadistas denominam as forças governamentais sírias, presentes em alguns bairros da cidade de Deir ez-Zor e em seu aeroporto militar. Os extremistas ameaçam castigar todo aquele que não cumprir suas ordens e advertiram que os que não obedecerem a suas instruções serão obrigados a lutar.
Atualmente o EI está sendo fustigado na Síria pelos soldados leais ao governo de Damasco em áreas de sul da província de Raqqa e no leste da cidade de Homs, adjacentes a Deir ez-Zor. Além disso, desde junho, as Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada encabeçada por milícias curdas e apoiadas pelos Estados Unidos, desenvolvem uma forte ofensiva na cidade de Raqqa, considerada a capital do califado autoproclamado pelos jihadistas na Síria em 2014 (Agência EFE).

Oposição venezuelana adiou para hoje a marcha contra a Constituinte

A aliança opositora venezuelana Mesa da Unidade Democrática (MUD) postergou para hoje (4) a marcha “contra a fraude da Assembleia Constituinte”, eleita no domingo passado entre protestos dos cidadão e com a rejeição de grande parte da comunidade internacional. A informação é da agência argentina Télam.
O antichavismo quer que a manifestação coincida com a instalação da Constituinte no Palácio Federal Legislativo que o presidente Nicolás Maduro marcou para amanhã para que “se leve a cabo em paz”.
A Constituinte vai instalar-se na sede do atual Parlamento, de maioria absoluta oposicionista e contra o qual, segundo Maduro e alguns membros da Assembleia eleita domingo, este órgão plenipotenciário posto em marcha para mudar a Carta Magna e reordenar o Estado “tomará medidas” (Agência Télam).

Rainha Elizabeth II bebe 4 tipos de drinks por dia

 A rainha Elizabeth II e o príncipe Phillip.

Aos 91 anos e há 65 no trono, a rainha britânica Elizabeth II mantém o hábito de beber quatro tipos diferentes de drinks todos os dias, segundo informou o jornal “The Independent”. Antes do almoço, a monarca bebe gim e vinho Dubonnet com uma fatia de limão e muito gelo. Durante a refeição, Elizabeth continua tomando vinho e depois degusta um Martini seco. Já pela noite, a rainha toma uma taça de champanhe.
Quem relatou a rotina alcoólica de Elizabeth foi sua prima, Margaret Rhodes. O hábito da rainha chamou a atenção no Reino Unido, já que de acordo com as diretrizes do país, o consumo diário de álcool deve ser de uma unidade. A monarca supera esse limite só no almoço, já que um copo de vinho possui dois ou três unidades.
Aposentadoria do príncipe Phillip - Aos 96 anos, o marido da rainha Elizabeth II, príncipe Phillip, se aposentou da vida pública na quarta-feira (2). O monarca, que detém o recorde de longevidade de todos os consortes ingleses, celebrou seu último ato oficial em uma cerimônia militar no Palácio de Buckingham, em Londres. Mesmo aposentado, ocasionalmente o duque de Edimburgo poderá escolher participar de atos acompanhando a rainha (ANSA).

Chile aprova descriminalização do aborto em três casos

O congresso do Chile aprovou na quarta-feira (2) a lei para descriminalizar o aborto em três circunstâncias. A iniciativa deverá passar agora pela aprovação do Tribunal Constitucional, pois a oposição recorreu a essa corte para impugná-la. O projeto legaliza o aborto em caso de inviabilidade do feto, de perigo de vida para a mãe e de gravidez decorrente de estupro. Após a sessão, a ministra da Mulher, Claudia Pascual, agradeceu a todos os parlamentares o debate.
Em uma sessão qualificada pela coalizão governista de “histórica”, o Senado aprovou com 22 votos a favor e 13 contra o relatório de uma comissão mista sobre os procedimentos em casos de estupro contra menores de 14 anos.
Horas antes, a Câmara também tinha aprovado - por 70 votos a favor, 45 contra e uma abstenção - artigo que estabelece que as meninas possam abortar sem o consentimento de seus pais.
O projeto passará agora para o Tribunal Constitucional, depois que os líderes da coalizão opositora Vamos Chile apresentaram um requerimento solicitando sua impugnação. Segundo os opositores, a iniciativa, um dos pilares da campanha presidencial de Michelle Bachelet em 2013, é inconstitucional. Em um documento de 67 páginas, entregue ao Tribunal Constitucional, os legisladores afirmam que o projeto viola a Carta Magna, que “protege a vida do nascituro” (Agência EFE).