Começou em Manaus a tradicional festival folclórico do Amazonas

Grupos e associações folclóricas das categorias prata e bronze, divididos em 12 modalidades, estão se apresentando.

O mais antigo festival folclórico da Região Norte começou na sexta-feira (4),  em Manaus. É o Festival Folclórico do Amazonas, que está em sua edição de número 61

O evento reune 88 atrações até o próximo dia 16, no Anfiteatro da Praia Ponta Negra. Na programação estão previstas apresentações dos grupos e associações folclóricas das categorias prata e bronze, divididos em 12 modalidades, e as cirandas do município de Manacapuru.
Segundo o diretor de Cultura da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Márcio Braz, um trabalho conjunto garante a tranquilidade e a segurança do público. “Todos os órgãos da prefeitura de Manaus estarão participando da organização do evento. Além disso, teremos as polícias Militar e Civil, o Corpo de Bombeiros e o Samu. Durante os 13 dias do evento estamos preparando uma grande organização para a comodidade de todo o público presente”, informou Braz.
Pela primeira vez, o festival será realizado na Ponta Negra. Antigamente, ocorria no Centro Cultural dos Povos da Amazônia, na área conhecida como Bola da Suframa. A mudança foi um pedido das próprias associações folclóricas. “Eles queriam voltar ao grande tablado, que foi o início do festival em 1957. Queriam que a gente devolvesse o tablado para eles, ainda mais em um ponto turístico como a Ponta Negra”, explicou o diretor.
“Na Ponta Negra, a gente vê que a produção se agrega ao melhor, até à questão da aceitação da própria população. Sem dúvida, vai ficar muito mais bonito. A gente se sente honrado em estar aqui, em poder abrir, mostrar esse show 100% Carrapicho, com os sucessos do grupo, que tem uma trajetória do forró até o boi-bumbá”, ressaltou Zezinho.
O público do Festival Folclórico do Amazonas também vai contar com uma feira gastronômica, com mais de 30 barracas de doces, salgados, comidas típicas, como tacacá e vatapá, com preços acessíveis, além de barracas com brincadeiras. Quem quiser conferir a programação completa do evento é só acessar o link (www.vivamanaus.com/editais) (ABr).

Vaticano exige que Venezuela suspenda Constituinte

O Vaticano “o grave sofrimento do povo, em dificuldade para encontrar alimentos e remédios, e a falta de segurança” em todo o país.

O Vaticano exigiu na sexta-feira (4) que a Venezuela respeite os direitos humanos e suspenda a posse da Assembleia Constituinte, eleita no último domingo (30) para escrever uma nova Constituição, como uma manobra política do presidente Nicolás Maduro. Em um comunicado emitido pela Secretaria de Estado da Santa Sé, o Vaticano pediu que “sejam suspensas as iniciativas em curso, como a nova Constituição, para favorecer a reconciliação e a paz, e não fomentando um clima de tensão e de confronto, para que sejam criadas condições para uma solução negociada”, ressaltou.
O Vaticano também citou “o grave sofrimento do povo, em dificuldade para encontrar alimentos e remédios, e a falta de segurança” em todo o país. “O papa Francisco acompanha de perto a situação e suas implicações humanitárias, sociais, políticas, econômicas e até espirituais, assegurando suas orações pelo país e por todos os venezuelanos”, afirmou a nota. Há quase quatro meses, opositores ao regime de Maduro e a população civil saem às ruas para protestar contra o governo e a Constituinte. Mais de 110 pessoas já morreram nos confrontos.
Desde o início da crise política venezuelana, o Vaticano e o papa Francisco se colocaram à disposição para intermediar as negociações de paz. No entanto, a Santa Sé afirma que nunca foram criadas as condições para o diálogo e acusa o governo de não cumprir com o acordo. Já o Senado brasileiro aprovou a criação de uma comissão, liderada pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello, para viajar à Venezuela e facilitar o diálogo. Os chanceleres do Mercosul estão reunidos para analisar a situação da Venezuela e especialistas não descartam a possibilidade de aplicação da Cláusula Democrática contra o governo de Maduro (ANSA).

Novo edital do Bolsa Atleta

O Ministério do Esporte anunciou o lançamento do novo edital do Programa Bolsa Atleta, que será publicado no DOU desta segunda-feira (7), e as inscrições poderão ser feitas já no dia seguinte, exclusivamente pelo site do ministério, até o dia 22. O pleito terá como base os resultados esportivos do ano passado nas modalidades que compõem o programa dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos. Já os atletas contemplados na categoria de bolsa estudantil são selecionados nos Jogos Escolares e nos Jogos Universitários Brasileiros.
O edital prevê a concessão de bolsas nas categorias Atleta de Base (R$ 370), Estudantil (R$ 370), Nacional (R$ 925), Internacional (R$ 1.850), e Olímpica/Paralímpica (R$ 3.100). O atleta contemplado receberá o equivalente a 12 parcelas do valor definido na categoria. “Podem concorrer atletas que tenham obtido bons resultados em competições nacionais e internacionais de suas modalidades e que estejam vinculados a uma entidade de prática desportiva. Esportistas da categoria estudantil devem estar regularmente matriculados em instituição de ensino, pública ou privada”, informa o ministério (ABr).

‘Rei do Futebol’, Pelé parabeniza Neymar por contrato com PSG

Pelé parabenizou Neymar e desejou sorte no novo desafio do craque.

O lendário jogador brasileiro Pelé parabenizou Neymar e desejou sorte no novo desafio do craque, que assinou contrato com o Paris Saint-Germain (PSG) para defender o clube francês durante as próximas cinco temporadas.
“Parabéns ao Neymar, boa sorte em seu novo desafio. Paris é uma cidade linda, uma das minhas favoritas no mundo”, escreveu o ex-jogador da seleção brasileira em sua conta no Twitter.
A mensagem é acompanhada de uma foto de Pelé em preto e branco, na qual levanta o troféu da Copa do Mundo diante de um dos monumentos mais famosos do mundo, a Torre Eiffel. Outros craques também comentaram a ida de Neymar para o PSG. Em nota oficial em seu site, Raí, que já defendeu a camisa do PSG entre 1993 e 1998, afirmou estar muito feliz com a decisão do atleta. “Se trata de um dos maiores craques de todos os tempos, que tem todas as condições de colocar o clube de Paris em outro patamar. Na França, chega como um rei. Basta seguir focado e mostrar todo seu talento”, diz o texto.
Considerado um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro, Zico também disse que a transferência fará bem para Neymar. “Não muda nada, ele vai ser o mesmo Neymar de lá, talvez mais protagonista do que no Barcelona”, afirmou. Neymar se tornou a maior transferência do futebol mundial. O clube francês efetuou o pagamento de uma multa de rescisão de contrato no valor de 222 milhões de euros, o equivalente a cerca de R$812 milhões (ANSA).

Marido de rainha causa polêmica ao pedir um túmulo separado

O marido da rainha Margrethe II da Dinamarca, o príncipe Henrik, de origem francesa, causou polêmica após dizer que não quer ser enterrado ao lado da esposa, informou o palácio real. A iniciativa é considerada um ato de protesto, porque Henrik é frustrado por achar que sempre foi tratado com desprezo pela soberana, que garante estar “de acordo” com a decisão.
Com 83 anos de idade, o francês se casou com Margrethe em 1967, e mais tarde recebeu o título de príncipe consorte. Mas o que ele realmente queria era ser rei. “Não é segredo que há muitos anos o príncipe está descontente com seu papel e o título que recebeu da monarquia dinamarquesa”, afirmou a diretora de comunicações do palácio, Lene Balleby, ao tablóide BT. “Esse descontentamento cresceu mais e mais nos últimos anos.
Para o príncipe, a decisão de não ser enterrado ao lado da rainha é a consequência natural de não ter sido tratado igualmente por sua mulher”, acrescentou Balleby. Apesar de quebrar a tradição real ao não ser enterrado junto com sua mulher na catedral de Roskilde, o príncipe tem a intenção de ser sepultado na Dinamarca. Aos 77 anos, a rainha Margrethe II serve como chefe de Estado da Dinamarca e é responsável por assinar todas as leis aprovadas pelo Parlamento. No entanto, os poderes legislativos do país sempre foram de responsabilidade dos governos eleitos desde 1849 (ANSA).