Investimentos na saúde das crianças mais pobres salvam o dobro de vidas

O parâmetro usado pelos pesquisadores para definir quem são as pessoas mais pobres foi o da linha de pobreza moderada.

Novo estudo do Unicef mostra que o custo dos investimentos na saúde e na sobrevivência das crianças mais pobres do mundo, apesar de ser mais alto do que o necessário para chegar ao resto da população, é compensado por melhores resultados e salva o dobro de vidas por cada dólar gasto

De acordo com a pesquisa Narrowing the Gaps: The power of investing in the poorest children (“Reduzir as disparidades: O poder dos investimentos nas crianças mais pobres”), cuidar das comunidades mais carentes permite um maior custo-benefício quando comparado a investimentos em grupos mais favorecidos.
O parâmetro usado pelos pesquisadores para definir quem são as pessoas mais pobres foi o da linha de pobreza moderada, utilizado pelo Banco Mundial. Desta forma, são consideradas pobres as pessoas cuja renda média é inferior a US$ 3,10 por dia. Já a linha da pobreza extrema é definida por pessoas que vivem com menos de US$ 1,90 por dia. Seis ações de grande impacto na área da saúde foram consideradas durante a pesquisa: o uso de redes mosquiteiras impregnadas de inseticida, a iniciação precoce do aleitamento materno, cuidados pré-natais, vacinação completa, assistência de uma parteira qualificada durante o parto e tratamento para as crianças com diarreia, febre ou pneumonia.
O levantamento foi feito em 51 países onde se registram cerca de 80% do total das mortes de recém-nascidos e de crianças menores de 5 anos. Nesses países, a melhora na cobertura de saúde dos grupos mais pobres ajudou a diminuir a mortalidade infantil quase três vezes mais rapidamente do que as intervenções dirigidas para o restante população. Como as taxas de natalidade são mais elevadas entre os pobres do que no restante da população, a redução da taxa de mortalidade de menores de 5 anos em comunidades carentes traduziu-se em 4,2 vezes mais vidas salvas por cada milhão de pessoas.
Do 1,1 milhão de vidas salvas nos 51 países durante o último ano estudado (o ano varia entre os países pesquisados), cerca de 85% correspondiam aos grupos pobres. Segundo o Unicef, se os países não começarem a investir pesadamente na luta contra a mortalidade infantil, cerca de 70 milhões de crianças morrerão antes dos 5 anos de idade até 2030. No Brasil, quase 6 milhões de crianças até 14 anos vivem na pobreza extrema.
De acordo com dados, baseado em pesquisa do IBGE, o percentual da população que vive abaixo da linha de pobreza aumentou de 12,7%, em 2013, para 13,9%, em 2015 (ABr).

Guarda vaticana admite chance de atentado terrorista em Roma

Papa Francisco em encontro com a Guarda Suíça.

O chefe da Guarda Suíça - agentes de elite que protegem o Vaticano -, comandante Christoph Graf, informou que o corpo militar “está pronto” para enfrentar um ataque terrorista e proteger o papa Francisco. A afirmação foi dada durante um evento ontem (24) com cerca de 450 ex-Guardas na cidade de Solothurn. “Pode ser que seja apenas uma questão de tempo até que um atentado ocorra em Roma. Mas, estamos prontos também para isso”, disse o comandante.
Graf ainda ressaltou que os agentes que protegem o Papa “não são apenas alvo para fotografias por conta de seus trajes pitorescos e espadas”, mas sim uma “tropa de proteção treinada nas técnicas mais modernas”. “Isso é ainda mais necessário em caso de ataques como o que ocorreu em Barcelona. A Guarda Suíça adapta constantemente a sua formação aos desafios atuais”.
A Guarda Suíça atua na segurança do Papa desde 1506 e é formada por cerca de 135 militares de elite. Cada agente assina um contrato de dois anos para atuar na equipe, mas precisa seguir as regras estipuladas há mais de 510 anos - incluindo a proibição de dormir fora dos muros da cidade-Estado durante seu contrato, tendo que passar as noites na “caserna” histórica da entidade (ANSA).

Coreia do Norte mostra ‘acidentalmente’ novos mísseis

O governo da Coreia do Norte revelou “acidentalmente” imagens de dois novos tipos de sistemas de mísseis que está desenvolvendo, informam diversos jornais e sites especializados ontem (24). Ao divulgar fotos do líder do país, Kim Jong-un, durante uma visita à Academia de Ciências de Defesa, foi possível notar dois novos projetos: o terceiro estágio do míssil balístico intercontinental Hwasong-13, e o submarino lançador de mísseis balístico Pukguksong-3.
Apesar de oficiais norte-coreanos estarem cobrindo parte de imagem, é possível identificar diversas partes dos novos armamentos. As fotos foram divulgadas em uma edição do jornal local “Rodong Sinmun”. A data das imagens não foi revelada, mas essa não seria a primeira vez que um “acidente” do tipo ocorre. De acordo com analistas, esse tipo de ação pode ser uma estratégia de Pyongyang para mostrar ao mundo seu poder na construção de mísseis.
A Coreia do Norte e os Estados Unidos têm trocado ameaças de ataques nucleares constantemente, aumentando a tensão na península coreana e em toda a Ásia. Segundo o governo chinês, o risco de uma guerra na região está cada vez maior (ANSA).

Sorteio põe Juve e Barça no mesmo grupo na Champions

Sorteio temproario

Foi realizado ontem (24), na arena Grimaldi Forum, no Principado de Mônaco, o sorteio dos grupos da Liga dos Campeões da Uefa, que não devem proporcionar vida fácil aos times italianos. A começar pela Roma, que caiu na chave C, com Chelsea, Atlético de Madrid e Qarabag. Já a Juventus, atual vice-campeã do torneio, reeditará a final da temporada 2014/15 com o Barcelona no grupo D, que também inclui Olympiacos e Sporting Lisboa.
Por sua vez, o Napoli foi sorteado na chave F e terá de encarar Manchester City, Shakhtar Donetsk e Feyenoord. Nos outros grupos, os destaques são os confrontos entre Bayern de Munique e Paris Saint-Germain, além do outro “grupo da morte”, com Borussia Dortmund, Real Madrid e Tottenham. No sorteio, nenhum clube podia cair junto com outro do mesmo país. A Uefa vetou equipes ucranianas e russas na mesma chave, por conta dos conflitos entre as forças de Kiev e separatistas pró-Moscou.
Confira aos grupos da Liga dos Campeões:
A: Benfica (POR), Manchester United (ING), Basel (SUI) e CSKA (RUS);
B - Bayern (ALE), Paris Saint-Germain (FRA), Anderlecht (BEL) e Celtic (ESC); C - Chelsea (ING), Atlético de Madrid (ESP), Roma (ITA) e Qarabag (AZE);
D - Juventus (ITA), Barcelona (ESP), Olympiacos (GRE) e Sporting (POR);
E - Spartak Moscou (RUS), Sevilla (ESP), Liverpool (ING) e Maribor (ESL);
F - Shakhtar Donetsk (UCR), Manchester City (ING), Napoli (ITA) e Feyenoord (HOL);
G - Monaco (FRA), Porto (POR), Besiktas (TUR) e Red Bull Leipzig (ALE);
H - Borussia Dortmund (ALE), Real Madrid (ESP), Tottenham (ING) e Apoel (CHI) - (ANSA).

João Lourenço vence eleição para presidência de Angola

O Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e seu líder de chapa, João Lourenço, ganharam as eleições gerais realizadas na quarta-feira (23) com 64,57% dos votos, segundo os resultados preliminares anunciados ontem (24) pela Comissão Eleitoral do país. A União Nacional para a Independência Total de Angola (Unita), liderada por Isaias Samakuva, ficou em segundo, com 24,4% dos votos, e a coalizão CASA-CE em terceiro, com 8,5%.
Lourenço, de 64 anos, se tornará o novo presidente do país sucedendo a José Eduardo dos Santos, que, após 38 anos no poder, desistiu de concorrer a um novo mandato, mas continuará a chefiar o partido até 2018. O MPLA, que governa em Angola desde a sua independência de Portugal, em 1975, conservará com estes resultados a maioria absoluta das cadeiras do Parlamento.
A queda do preço do barril, em 2013, minguou os investimentos estatais em 60%, o que acabou repercutindo na já degradada situação dos serviços básicos de uma população que vive, em sua maioria, com menos de um dólar por dia e ocupa o 150º lugar no ranking do IDH, de um total de 188 países. O novo presidente terá que combater uma grave crise econômica e social (Agência EFE).