“Noites Árabes”

“Noites Árabes” é como chamam os ingleses aos contos d´“As Mil e Uma Noites” e dá título também ao primeiro espetáculo do Vila 8, coletivo de pesquisas teatrais que estreia no proximo dia 28

Cena de “Noites Árabes”.

A peça evoca a ancestral necessidade humana de contar histórias. Para isso, fricciona materiais retirados das espantosas histórias contadas por Sahrazad para se manter viva na coletânea d’ “As Mil e Uma Noites” e relatos contemporâneos de guerra de palestinos na Faixa de Gaza. Com isso, o espetáculo reconhece que palestinos parecem atualizar a tradição árabe da narração. Assim, mais que denunciar crimes de guerra, no processo de criação, o Vila 8 procurou entender a ficção como potência: estratégia de combate e sobrevivência. Na história cinco atores recontam relatos decorrentes do conflito israel-palestino nos moldes d’ “As Mil e Uma Noites”. O tempo todo sobre um tapete, o grupo metaforiza o universo infinito e simbólico das narrativas e o confinamento de palestinos na Faixa de Gaza. Com Cadu Ramos, Lucas Marcondes, Tess Amorim, Vanessa Petroncari e Virgílio Guasco.

Serviço: Oficina Cultural Oswald de Andrade, R. Três Rios, 363, Bom Retiro. De segunda a quarta às 20h. Entrada franca. Até 18/10.

REFLEXÃO

Preste atenção!
O que for teu desejo, assim será tua vontade;
O que for tua vontade, assim serão teus atos;
O que forem teus atos, assim será teu destino.
Deepak Chopra

MPB

Cantora Zélia Duncan.

A cantora e compositora Zélia Duncan apresentará ao público um apanhado de sua trajetória, interpretando diversos sucessos que marcaram sua carreira e do seu repertório afetivo. Zélia sobe ao palco acompanhada por Webster Santos (violões, guitarra, bandolim e cavaco), Léo Brandão (teclados e acordeon) e Renato Endrigo (bateria). No repertório estarão composições como “Alma”, “Catedral”, “Lá Vou Eu”, “Nos Lençóis Desse Reggae”, “Enquanto Durmo”, entre outras.

Serviço: Sesc 24 de maio, R. 24 de Maio, 109, Centro, tel. 3350-6300. De quarta (23) a sexta (25) às 21h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia).

Cine oriental

A mostra Oriente Próximo - Retrospectiva de cinema japonês, volta a apresentar uma sessão de filme japonês em película 16mm. Nas exibições, que contam com o apoio da Fundação Japão, estão obras de diretores consagrados: A luta solitária (1949), de Akira Kurosawa, Dia 22, Contos da lua vaga (1953), de Kenji Mizoguchi, Fim de verão (1961), de Yasujiro Ozu (dia 5/9) e Honra de Samurai (2006), do diretor Yoji Yamada (dia 19/9). Novas sessões estão programadas para os dias 5 e 19 de setembro. Além dos filmes japoneses, o local também apresentará o seu já tradicional Jardim Paradiso, com a exibição de adaptações cinematográficas de clássicos da literatura brasileira. No dia 14 de setembro será a vez de Sagarana, o duelo (1974), releitura dirigida por Paulo Thiago da obra de Guimarães Rosa. Nos dias 26 e 27 de agosto, a programação do Hora H apresentará um recital da poesia inicial de Haroldo de Campos, com participação musical de Dom Numakura (shamisen e shakuhachi) e Olavo Ito (koto).

Serviço: Casa das Rosas, Av. Paulista, 37. Terças (22/08 e 5 e 19/09) às 19h. Entrada franca.

Reestreia

Suzy Rego e Eduardo Martini.

Nos dias atuais em que os relacionamentos são tão efêmeros, durando cada vez menos, em que numa semana o casal está na capa da revista mostrando o começo de namoro e na semana seguinte o fim da união, ficar junto durante 20 anos não é tarefa fácil. Em Até que o Casamento nos Separe, reestreia dia 19 de agosto e conta as intimidades de Otávio (Eduardo Martini) e Maria Eduarda (Suzy Rego), durante os seus 20 anos de história.A peça não só uma grande comédia, mas uma seqüência de momentos hilários que poucas vezes são tão bem colocados. Tavinho e Duda com a maior sinceridade abrem sua vida, cheia de comédia, contrapontos e riqueza de detalhes onde fica absolutamente impossível não se identificar com algum fato da vida deles.

Serviço: Teatro Itália, Av. Ipiranga 344, República, tel. 3255-1979. Sábados, às 21h30 e domingos, às 19h. Ingressos: R$ 80 e R$ 40 (meia). Até 1/10.

Rap Samba Rock

No dia 20 de agosto subirão ao palco montado na esquina das ruas 24 de Maio e Dom José de Barros o sambista Martinho da Vila, que receberá Tereza Gama e Marco Mattoli, integrantes do Clube do Balanço, e o rapper Rashid, no show intitulado “Martinho Rap Samba Rock” que representa também o encontro de três gerações de artistas. Martinho e seus convidados interpretarão diferentes canções de seus repertórios como, “Valeu Zumbi”, “De Bem Com A Vida”, “Sou Brasileiro”, “Escuta Cavaquinho”, “Do Além”, “Mulheres” e “Canta, Canta Minha Gente”. Já Tereza Gama e Marco Mattoli colocam o público para dançar com canções como “Balanço Bom é Coisa Rara”, “A Sereia e o Marujo”, “E com o Vento Foi Embora” e “Samba Quebrado”. Já os fãs do rap de Rashid acompanharão obras da nova geração do estilo como “Bilhete 2.0”, “Coisas da Vida” e “DNA”. Por fim, todos se juntam no palco para celebrar a abertura do Sesc 24 de Maio, cantando “Madalena do Jucu” e “Aquarela Brasileira”.

Serviço: Sesc 24 de maio, R. 24 de Maio, 109, Centro, tel. 3350-6300. Domingo (20) às 17h. Entrada franca.