ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Financiamentos imobiliários poderão ser indexados à inflação

Os bancos poderão oferecer crédito imobiliário corrigido pela inflação. O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou resolução que permite que novos financiamentos do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) tenham o saldo devedor atualizado por índices de preços.

Petrobras temporario

O Conselho Monetário Nacional autorizou bancos a aplicar a modalidade. Foto: Rovena Rosa/ABr

A resolução foi aprovada na reunião extraordinária do CMN. O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou que o banco passará a conceder crédito imobiliário corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mais uma taxa de juros fixa.

Os financiamentos habitacionais são corrigidos pela Taxa Referencial (TR), atualmente zerada, mais juros fixos que variam conforme o perfil do mutuário. Em julho do ano passado, o conselho havia autorizado a concessão de crédito corrigido pela inflação. A resolução, no entanto, não alcançava as operações do SFH, nas quais o tomador usa o saldo da conta do FGTS para pagar as prestações e amortizar o saldo devedor.

Em nota, o Banco Central explicou que a medida ajuda a tornar o mercado imobiliário menos dependente da poupança e do FGTS, cujos recursos são em parte usados para empréstimos habitacionais. Segundo o BC, os financiamentos corrigidos pela inflação podem servir de lastro (base) e ampliar a participação de instrumentos voltados para o crédito imobiliário negociados no mercado financeiro, como os certificados de recebíveis imobiliários e as letras imobiliárias garantidas.

A medida é derivada da agenda de modernização do sistema financeiro e beneficiará o consumidor ao ampliar as modalidades de financiamento imobiliário disponíveis, aumentar a concorrência entre os agentes financeiros e reduzir os juros finais para o tomador (ABr).

Embraer avança com projeto de avião de propulsão elétrica

Turismo temporario

EMB-203 Ipanema, que realizará avaliação primária das tecnologias de eletrificação. Foto: Divulgação/Embraer

A Embraer revelou imagens do avião demonstrador de tecnologia de propulsão 100% elétrica, que está em desenvolvimento. O protótipo tem um esquema de pintura especial e está preparado para receber os sistemas e componentes. O motor e inversor da aeronave estão sendo fabricados pela WEG, em Jaraguá do Sul, como parte do acordo de cooperação científica e tecnológica para desenvolvimento em conjunto de tecnologias de eletrificação.

Dentre os avanços do projeto estão a parceria com a Parker Aerospace que será responsável por fornecer o sistema de arrefecimento do avião demonstrador da tecnologia. Durante os próximos meses, as equipes técnicas das empresas continuarão testando os sistemas em laboratório para posterior integração no demonstrador de tecnologias e realização de ensaios em condições de operação real. O primeiro voo do protótipo está previsto para 2020.

A proposta de desenvolvimento tecnológico para eletrificação aeronáutica, é um instrumento eficaz e eficiente para a capacitação e maturação das tecnologias antes da aplicação em produtos futuros. A parceria busca acelerar o conhecimento das tecnologias necessárias à utilização e integração de motores elétricos visando o aumento da eficiência energética dos sistemas propulsivos de aeronaves inovadoras.

Para os ensaios será utilizada como plataforma demonstradora uma aeronave de pequeno porte monomotor, baseada no EMB-203 Ipanema, que realizará avaliação primária das tecnologias de eletrificação. O processo de eletrificação faz parte de um conjunto de esforços realizados pela Embraer e outras empresas do setor aeronáutico que visam atender seus compromissos de sustentabilidade ambiental, a exemplo do que já vem sendo feito com biocombustíveis para redução de emissões de carbono (AI/Embraer).

Indústria paulista fechou 3,5 mil postos em julho

Agência Brasil

No mês de julho, a indústria paulista fechou 3,5 mil postos de trabalho. A comparação é com o mês de junho, sem o ajuste sazonal. No acumulado do ano, o saldo também é negativo (-1 mil vagas). Os dados foram divulgados na sexta-feira (16) pela Fiesp e Ciesp.

“Esta redução já era esperada para o mês de julho, conforme havia sido sinalizado pela pesquisa Sensor. O avanço na agenda das reformas pode dar fôlego ao crescimento da economia, gerando emprego no setor industrial”, disse José Ricardo Roriz, segundo vice-presidente da Fiesp e do Ciesp.

Segundo a pesquisa, o setor de veículos automotores, reboques e carroceria foi o que mais fechou vagas de emprego, com 2.163 postos de trabalho a menos, seguido pelos ramos de couro e calçados (-966) e de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (-565). Do outro lado estão o setor de confecção de artigos de vestuário e acessórios, que abriu 499 vagas, seguido pelos produtos farmoquímicos e farmacêuticos (349) e celulose, papel e produtos de papel (305).

Estados Unidos financiam projetos de ensino de inglês

Agência Brasil

A embaixada e os consulados dos Estados Unidos estão recebendo propostas de organizações educacionais sem fins lucrativos que ensinam a língua inglesa, para criar e implementar projetos do programa Access em Belém, no Recife, em Brasília, Manaus, Porto Alegre, no Rio de Janeiro, em Salvador, São Luís e São Paulo. O programa Access oferece aulas de língua inglesa para participantes de áreas economicamente desfavorecidas, após o período escolar e com sessões intensivas.

O programa pretende capacitar os estudantes para futuras seleções de intercâmbio e estudos nos EUA. Em Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, o Access quer auxiliar professores em início de carreira. Em Belém, Brasília, Manaus, Recife e Salvador o programa prevê qualificação na língua estrangeira. O prazo para entrega dos projetos é até a meia-noite do dia 1º de setembro. Todas as propostas devem ser enviadas para: (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).

Mais artigos...

  1. Economia 16/08/2019
  2. Economia 15/08/2019
  3. Economia 14/08/2019
  4. Economia 13/08/2019
  5. Economia 09/08/2019
  6. Economia 08/08/2019
  7. Economia 07/08/2019
  8. Economia 06/08/2019
  9. Economia 03 a 05/08/2019
  10. Economia 02/08/2019
  11. Economia 01/08/2019
  12. Economia 31/07/2019
  13. Economia 30/07/2019
  14. Economia 27 a 29/06/2019
  15. Economia 26/07/2019
  16. Economia 25/07/2019
  17. Economia 24/07/2019
  18. Economia 23/07/2019
  19. Economia 20 a 22/07/2019
  20. Economia 19/07/2019
  21. Economia 18/07/2019
  22. Economia 17/07/2019
  23. Economia 16/07/2019
  24. Economia 13 a 15/07/2019
  25. Economia 12/07/2019
  26. Economia 11/07/2019
  27. Economia 06 a 10/07/2019
  28. Economia 05/07/2019
  29. Economia 04/07/2019
  30. Economia 03/07/2019
  31. Economia 02/07/2019
  32. Economia 29/06 a 01/07/2019
  33. Economia 28/06/2019
  34. Economia 27/06/2019
  35. Economia 26/06/2019
  36. Economia 25/06/2019
  37. Economia 20 a 24/06/2019
  38. Economia 19/06/2019
  39. Economia 18/06/2019
  40. Economia 15 a 17/06/2019
  41. Economia 14/06/2019
  42. Economia 13/06/2019
  43. Economia 12/06/2019
  44. Economia 11/06/2019
  45. Economia 08 a 10/06/2019
  46. Economia 07/06/2019
  47. Economia 06/06/2019
  48. Economia 05/06/2019
  49. Economia 04/06/2019
  50. Economia 01 a 03/06/2019
  51. Economia 31/05/2019
  52. Economia 30/05/2019
  53. Economia 29/05/2019
  54. Economia 28/05/2019
  55. Economia 25/05/2019
  56. Economia 24/05/2019
  57. Economia 23/05/2019
  58. Economia 22/05/2019
  59. Economia 21/05/2019
  60. Economia 18 a 20/05/2019
  61. Economia 17/05/2019
  62. Economia 16/05/2019
  63. Economia 15/05/2019
  64. Economia 14/05/2019
  65. Economia 11 a 13/05/2019
  66. Economia 10/05/2019
  67. Economia 09/05/2019
  68. Economia 08/05/2019
  69. Economia 07/05/2019
  70. Economia 04 a 06/05/2019
  71. Economia 03/05/2019
  72. Economia 01 e 02/05/2019
  73. Economia 30/04/2019
  74. Economia 27 a 29/04/2019
  75. Economia 26/04/2019
  76. Economia 25/04/2019
  77. Economia 24/04/2019
  78. Economia 23/04/2019
  79. Economia 19/04/2019
  80. Economia 18/04/2019
  81. Economia 17/04/2019
  82. Economia 16/04/2019
  83. Economia 13 a 15/04/2019
  84. Economia 12/04/2019
  85. Economia 11/04/2019
  86. Economia 10/04/2019
  87. Economia 09/04/2019
  88. Economia 06 a 08/04/2019
  89. Economia 05/04/2019
  90. Economia 04/04/2019
  91. Economia 03/04/2019
  92. Economia 02/04/2019
  93. Economia 30/03 a 01/04/2019
  94. Economia 29/03/2019
  95. Economia 28/03/2019
  96. Economia 27/03/2019
  97. Economia 26/03/2019
  98. Economia 23 a 25/03/2019
  99. Economia 22/03/2019
  100. Economia 21/03/2019
Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171