ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

PIB fica estável no trimestre encerrado em fevereiro

O Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou estável no trimestre encerrado em fevereiro, na comparação com o trimestre fechado em novembro do ano passado. O dado é do Monitor do PIB, divulgado ontem (17), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

PIB temporario

No acumulado de 12 meses, a alta do PIB ficou em 1,1%. Foto: ABAD/Reprodução

Na comparação com o trimestre encerrado em fevereiro de 2018, no entanto, o PIB cresceu 1%, segundo a FGV. No acumulado de 12 meses, a alta é de 1,1%. Considerando-se apenas fevereiro, houve queda de 0,4% na comparação com janeiro e alta de 2,3% na comparação com fevereiro do ano passado.

Na comparação do trimestre fechado em fevereiro com o trimestre encerrado em novembro, os serviços cresceram 0,3% e a agropecuária, 0,7%. Mas a queda de 0,7% da indústria, puxada principalmente pelo recuo de 4% da indústria extrativa mineral, fez com que a economia ficasse estável no período.

Pelo lado da demanda, o consumo das famílias cresceu 0,4%, o consumo do governo manteve-se estável e a formação bruta de capital fixo, isto é, os investimentos, recuou 2,3%. As exportações cresceram 4,1% e as importações tiveram alta de 2% (ABr).

Recuperação de crédito caiu 6,5% no 1º trimestre

Recuperacao temporario

Em março o indicador apontou redução de 3,3% contra fevereiro. Foto: Boa Vista SCPC

Em todo o país, o indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou queda de 6,5% no primeiro trimestre de 2019 contra o mesmo período do ano anterior.

Em março o indicador apontou redução de 3,3% contra fevereiro, de acordo com dados dessazonalizados. Na comparação com o mesmo mês de 2018 houve diminuição de 10,2%. Em termos regionais, o acumulado do primeiro trimestre apresentou alta apenas na região Norte (1,8%).

Em sentido oposto, a região Sul foi o principal desempenho negativo (-14,8%), seguido do Centro-Oeste (-7,6%), Sudeste (-5,1%) e Nordeste (-5,0%). O movimento negativo em 12 meses resulta ainda das dificuldades enfrentadas pelos consumidores, com lenta retomada da atividade e mercado de trabalho ainda fragilizado.

Espera-se que com a diminuição da desocupação e melhora na renda, as famílias encontrem situação financeira mais favorável, que permitirá uma evolução mais consistente na recuperação de crédito (Boa Vista SCPC).

IGP-M acumula inflação de 8,5% em 12 meses

Agencia Brasil

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, teve inflação 0,78% na segunda prévia de abril. O resultado é inferior ao apurado no mesmo período do mês anterior (1,06%). Segundo a FGV, com a prévia, o IGP-M acumula taxas de inflação de 2,96% no ano e de 8,5% em 12 meses.

A queda da taxa da prévia de março para a de abril foi puxada pelos preços no atacado. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o segmento, caiu de 1,41% em março para 0,89% em abril. Por outro lado, o Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, subiu de 0,5% para 0,66%, enquanto o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) passou de 0,11% para 0,39% no período.

PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros

Agencia Brasil

Uma operação conjunta entre Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil, Receita Federal e Polícia Militar apreendeu 300 mil maços de cigarros contrabandeados na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), no Grande Rio. A apreensão ocorreu durante uma abordagem policial na altura de Seropédica, na Baixada Fluminense, na manhã de ontem (17).

Os policiais abordaram um caminhão durante uma blitz e, ao analisar a nota fiscal apresentada pelo motorista, desconfiaram da autenticidade do documento. Ao conferir a carga, a equipe encontrou 300 mil maços de cigarro estrangeiros sem nota fiscal. Eles estavam escondidos em meio a embalagens de edredons.

De acordo com a PRF, o produto seria encaminhado ao Mercado São Sebastão, na Penha, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro. O motorista, de 32 anos, foi detido pelo crime de contrabando. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil da Penha (22ª DP).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171